Programas federais e pauta dos municípios são debatidos em “Ação Municipalista” realizada em Goianinha

Eventos de grandes esclarecimentos e orientações para os GESTORES MUNICIPAIS estão acontecendo no Rio Grande do Norte.

A equipe da Confederação Nacional de Municípios (CNM) esteve na cidade potiguar de Goianinha nesta terça-feira (03) para a “Ação Municipalista”. O encontro reuniu 75 pessoas entre autoridades locais, de cidades vizinhas e de representantes municipais e foi promovido em parceria com a Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) e a Associação dos Municípios do Litoral e Agreste Potiguar ( AMLAP).

O prefeito anfitrião Berg Lisboa foi o primeiro orador do evento municipalista. Na oportunidade o gestor de Goianinha ressaltou a importância da luta dos prefeitos em favor da governabilidade, apoiando a luta cotidiana da CNM  pela defesa da autonomia dos Entes municipais e pela observância das competências instituídas pela Constituição Federal.

Durante o encontro que contou com a presença e participação do deputado estadual Dison Lisboa(PSD), foi detalhada a pauta municipalista e a importância da união para que demandas essenciais dos Municípios avancem no Congresso Nacional. Na oportunidade, a CNM lembrou algumas conquistas que ocorreram em virtude da atuação de todos os agentes municipais como, por exemplo, o Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) e o Encontro de Contas.

Falando para o público composto de prefeitos, vereadores, secretários municipais e técnicos da AMLAP e da FEMURN, Dison destacou a importância do acontecimento promovido pela Confederação Nacional dos Municípios em parceria com a Federação dos Municípios do RN, Associação dos Municípios do Litoral Agreste Potiguar e Prefeitura Municipal de Goianinha: “Estamos tendo uma ótima oportunidade de troca de informação, conhecimento e capacitação dos servidores municipais e gestores. Parabenizo aos entes envolvidos nesta importante iniciativa”, ressaltou.

Outro ponto muito debatido pelos participantes no evento foi a atualização dos programas federais e a defasagem nos repasses para os Municípios. Os participantes ainda expuseram problemas enfrentados na gestão municipal. A CNM se despede de Goianinha e segue para a cidade de São Paulo do Potengi (RN) onde acontece mais uma edição do Ação Municipalista já nesta quarta-feira, 4 de julho.

Convidado pela FEMURN o desembargador Luis Gustavo Smith palestrou sobre a utilização de fake news, notícias falsas que se aproveitam do poder da internet para disseminar uma informação pelo mundo todo, para prejudicar ou beneficiar alguém, e que também são criadas para receber likes e visitas em determinadas páginas no universo virtual.

Tais notícias falsas têm se utilizado do compartilhamento irresponsável de muitos internautas, que estão disseminando notícias mentirosas, sem verificar previamente sua veracidade. Há casos que o compartilhamento é realizado após o indivíduo ler apenas a manchete, desconhecendo por completo o conteúdo compartilhado.

A preocupação cresceu quando estudos apontaram a existência de empresas, que atuam na criação de notícias falsas para publicação e divulgação na internet, também se aproveitando do poder de bots (sistemas automáticos de compartilhamento) e do compartilhamento inconsequente dos usuários, para influenciar a população com a viralização de Fake News.

Tal compartilhamento irresponsável ocorre, pois, normalmente, não é verificada a informação e a procedência da notícia. Este fenômeno ocorre, pois as Fake News apresentam duas características essenciais: o viés de confirmação e o recebimento de pessoas conhecidas.

O viés de confirmação se da quando a notícia falsa confirma uma opinião pré-existente e o indivíduo se sente tão satisfeito em estar certo, que compartilha sem verificar a procedência da notícia. Já em relação ao recebimento de notícias de conhecidos, que chegam por familiares, amigos e etc, os filtros naturais de desconfiança acabam diminuindo, estimulando o compartilhamento sem prévia verificação.

Quando um indivíduo, também influenciado por tais características, compartilha uma Fake News, pode sim estar cometendo crime. Se a notícia falsa for difamatória, por exemplo, e divulgada na íntegra pelo sujeito que compartilha, poderá suportar as sanções penais. Aliás, o mero compartilhamento de uma Fake News, pode resultar a quem compartilhou a obrigação de um pagamento de indenização à vítima da mentira.

Portanto, a situação das Fake News modificou a responsabilidade de todos na internet, obrigando-os a conferir a informação antes de publicá-la ou compartilhá-la. Sendo que, o único jeito que é possível se eximir de qualquer responsabilidade é não compartilhando, ou seja, se não for verificada ou não for possível verificar a veracidade da notícia se deve nunca compartilhá-la.

Para o presidente da FEMURN e prefeito de São Paulo do Potengi, José Leonardo, as edições dos encontros fortalecem o movimento municipalista e capacitam os gestores. “Serão realizados encontros em praticamente todas as regiões do Estado. Então, é uma grande e importante oportunidade para os prefeitos, secretários, assessores, vereadores e mesmo a sociedade em geral, já que é um evento que vai agregar conhecimento aos participantes. Convidamos a todos que participem dos encontros da Ação Municipalista”, afirmou.

Além do prefeito de Goianinha, Berg Lisboa, e do prefeito de São Paulo do Potengui, José Leonardo, participaram do Ação Municipalista os gestores de Jundiá, José Arnor; de Várzea, Pedro Sales; de Pedro Velho, Patrícia Targino; Santo Antônio, Josimar Ferreira; Lagoa de Pedras, Raniere Amâncio; São José do Campestre, Neném Borges; Tibau do Sul, Modesto, e de Lagoa D’Anta, Taianni Santos. O deputado estadual Dison Lisboa, secretários, controladores e servidores municipais foram outros que prestigiaram o evento

Próximas edições

Mais cinco cidades do Rio Grande do Norte vão receber o encontro neste mês.

03/07 – GOIANINHA

04/07 – SÃO PAULO DO POTENGI

05/07 – CURRAIS NOVOS

06/07 – LAJES

09/07 – MOSSORÓ

10/07 – PAU DOS FERROS

13/07 – EXTREMOZ

Fonte: Blog de Daltro Emerenciano